segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Utilizar rebatedores ao ar livre

Para quem desconhece o assunto, uma breve explicação. Um rebatedor (imagem acima) é um dispositivo de muita utilidade para o fotógrafo. Tanto em fotos de estúdio quanto ao ar livre, o rebatedor permite um melhor aproveitamento da luz disponível. Ele permite suavizar a luz (utilizando-o como difusor), bloquear a luz (utilizando-se seu lado preto), e refletir a luz em menor ou maior intensidade, além de tonalizar a foto (caso dos difusores branco, prata e dourado).

Especificamente se tratando de fotos ao ar livre, o rebatedor nos ajuda a fugir de uma questão que está fora de nosso controle, por não podermos ajustá-la: a luz do sol. Se por um lado é o tipo de iluminação mais barata que podemos encontrar, por outro, em determinados horários, ela estraga qualquer foto por sua intensidade e direção. É aí que entram os rebatedores.
Uso do rebatedor
No exemplo acima, fiz a primeira foto sem o uso do rebatedor. Achei que a modelo ficou muito marcada, principalmente seu rosto. Sombras muito “duras” descaracterizariam o objetivo das fotos, que era o de divulgar o look montado pela modelo para seu blog de moda. Perceba a iluminação, principalmente no rosto. Muitas vezes, a diferença é discreta, mas significativa.

Assim, para solucionar esse problema, utilizei um rebatedor dourado no lado esquerdo da modelo (direito da foto) e consegui uma iluminação mais apropriada para o resultado que eu pretendia alcançar.
Vale lembrar que esse recurso é muito utilizado inclusive na televisão, em entradas ao vivo de repórteres em telejornais, por exemplo.