segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Truques para balanço de branco

Apesar do sensor digital ser inspirado no funcionamento dos nossos olhos(1), ele não é exatamente igual, pois nosso cérebro consegue identificar cores e ajustar o que seria o branco de forma bem precisa, mesmo sob condições extremas de iluminação. O “cérebro” da câmera, seu processador e o programa embutido (firmware) pode não ser tão bom em fazer isso, causando uma deturpação de cores na imagem capturada.
Todas as câmeras digitais que eu conheço e já olhei o manual, possuem um modo automático de balanço de branco, muitas o chamam de AWB (Automatic White Balance) e a maioria doas pessoas quase nunca tiram a câmera desse modo. A maioria das câmeras possuem outros 6 modos de balanço de branco, Sol, Sombra (quando está sol, mas fotografamos na sombra), Nublado, Iluminação Fluorescente, Iluminação Incandescente e Flash. Algumas câmeras possuem dois ou três opções para iluminação fluorescente (as brancas e as amarelas). Câmeras com mais recursos podem vir com um modo de ajuste manual, esse pode ser feito com base numa foto de algo branco com a iluminação do ambiente e também com base na temperatura de cor(2), as vezes ambos os modos.

 As câmeras mais atuais estão ficando muito boas no ajuste automático do balanço de branco, mas as vezes essa facilidade faz com que a câmera demore (fique lenta) para fazer a captura da imagem ou para converter e gravar a imagem no cartão de memória. Também tem o caso em que as fotos no modo automático não fiquem boas. Então é indicado que se experimente as opções de balanço de branco que sua câmera oferece. Por exemplo, minha DSLR, faz fotos melhores com o flash quando eu seleciono o balanço de branco para o automático, é um contra senso, pois existe o balanço de branco flash. Quando eu fotografo no sol, fico com fotos mais bonitas ao usar o modo Sol, mesmo que esteja fotografando uma cena de sombra(3). E, quando estou num dia nublado, costumo usar o balanço de branco nublado, a menos que eu esteja num ambiente com muitas árvores (uso o modo Sol nesse caso), pois as imagens costumam ficar esverdeadas e “lavadas”.
Nem sempre a configuração de balanço de branco que parece ser a correta é a que resulta numa imagem mais bonita, usar o modo automático numa foto dentro de casa com iluminação fluorescente, pode resultar (em algumas câmeras) e fotos com um brilho esverdeado, isso certamente acontecerá se for usado o balanço de branco Sol, nessa mesma situação.
Usar o modo automático num por de sol, pode resultar numa foto comum, o mesmo vale para se configurar o modo Sol. Mas, se configurar o modo de balanço de branco para Nublado, aumentará muito os tons de amarelos e laranjas na imagem. Muitas câmera modernas fazem isso, quando detectam automaticamente (modo completamente automático, algumas marcas falam em “modo inteligente”) que se está fotografando um por de sol.

Para usar ativamente a configuração de balanço de branco, não se deve estar no modo completamente automático da câmera (quadrinho verde, palavra AUTO), deve-se usar ao menos o modo “P”, pois ele permite que se escolha configurações personalizadas.
Eu, como eu venho da fotografia do tempo do filme, costumo sempre usar o modo Sol, configurado na minha câmera, mesmo quando está nublado. Só troco para outro modo quando preciso, quando a imagem capturada não fica boa.
Ao se alterar o balanço de branco, é importante sempre se lembrar de retornar para o modo automático ou sempre escolher ativamente qual modo será usado, pois uma imagem capturada com o modo errado só poderá ser consertada com algum trabalho num editor de imagens.
Finalmente, quem possui uma câmera que armazena a imagem RAW e faz uso disso, em vez de gravar as imagens em JPEG (comum em todas as câmeras), pode fazer a escolha de balanço de branco no pós-processamento.
(1) Nas câmera digitais se pode ajustar o balanço de branco, na fotografia convencional (filme), cada filme tem um balanço de branco, o mais comum é o para a luz do sol, mas existiam filmes para iluminação incandescente e fluorescente. Além de ser possível compensar isso usando filtros na frente da lente.
(2) Temperatura de cor é um assunto para ser visto com mais profundidade, num texto adicional.
(3) É importe notar que o balanço de branco deve ser ajustado para a cena a ser fotografada e não para onde o fotógrafo está.
Fonte: Revista Fotomania