terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Propriedades do inhame

Muita gente acha que o inhame é um tubérculo, mas ele é na verdade um rizoma. Uma espécie de caule superdesenvolvido, que serve como reservatório de água e nutrientes para o resto da planta. Para se desenvolver o inhame precisa de muito sol e clima quente, por isso ele encontrou na América do Sul o local ideal para ser cultivado e desde cedo entrou na dieta das pessoas do continente.

O consumo do inhame é aconselhado principalmente para as mulheres, de qualquer idade. Ele ameniza cólicas menstruais e os outros sintomas da TPM, estimula a libido, aumenta as defesas do organismo e possui hormônios vegetais importantes na menopausa. Quem briga com a balança também pode comemorar, pois foi descoberto recentemente que, por conter propriedades anti-inflamatórias em número elevado, o consumo regular do inhame faz diminuir a celulite e o acúmulo de líquidos e toxinas no corpo, assim colaborando com o emagrecimento.

Na alimentação das crianças ele pode e deve ser incluído desde cedo. São encontrados nele diversos nutrientes e vitaminas importantes para o desenvolvimento dos pequenos, em especial a vitamina B1, importante no crescimento das crianças, e a vitamina B5, que reforça o sistema imunológico.
Comer inhame também ajuda a baixar a febre e a combater sinusite e apendicite, além evitar o inchaço e a dor de queimaduras, quando utilizado de maneira externa.

•Previne doenças como dengue, malária e febre amarela.
•Atua limpando nosso sangue.
•Fortalece o sistema de defesa de nosso organismo.
•Ajuda em casos de unhas encravadas, furúnculos, espinhas grandes; desinflama cicatrizes; evita dores e inchaço em locais fraturados.
Como são as propriedades anti-inflamatórias e cicatrizantes as mais conhecidas, separamos duas receitas simples que podem ser feitas em casa e que aproveitam ao máximo esses benefícios no combate as doenças:
Catapora: Cozinhe 500 gramas de inhame em um litro de água e bata tudo no liquidificador. Quando a mistura estiver com a consistência de uma pasta, passe em uma peneira fina e reserve o líquido. Passe esse líquido nas pústulas duas vezes por dia, até que fique cicatrizado.
Abscessos: Rale 100 gramas de inhame cru e utilize para fazer compressas sobre o local com abscessos. Troque a compressa a cada hora e não ultrapasse o limite de 4 horas por dia.