segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Equipamentos para o flash

Yishai Shapir é um daqueles fotógrafos apaixonados por aprender e compartilhar seus conhecimentos sobre fotografia, vídeo e computação. Ele iniciou na fotografia há vinte e dois anos quando seu filho nasceu, e começou sua carreira em efeitos especiais, fundando uma empresa de animação 3D em Los Angeles. Yishai aplicou seu vasto conhecimento técnico e fascinação por fotografia para inventar o SpinLight 360 Modular System.

A principal diferença entre o domo branco e o domo transparente (sem cartões rebatedores) são:
O domo branco produzirá uma luz mais suave que o transparente;
O domo branco irá bloquear cerca de 1 ponto da força do flash;
 O domo transparente bloqueia cerca de 0.25 ponto da força do flash;
O domo transparente é mais eficiente que o domo branco, necessitando menos força do flash, isto faz com que o tempo de reciclagem seja mais rápido;
O domo branco diminui a intensidade da luz a partir do centro para as extremidades mais rápido do que o domo transparente;
O domo transparente ilumina com uniformidade uma área maior.
Dica: Quando estiver fotografando um grande grupo de pessoas você precisará iluminar uma grande área de forma uniforme, recomendo a utilização do domo transparente, com ou sem cartão rebatedor, posicionando a cabeça do flash levemente para frente, e não diretamente para cima.
Quando você usa a cabeça do flash virada pra cima com o SpinLight 360 e apenas o cartão rebatedor,  a maioria da luz se perderá para o alto. Uma das vantagens do domo, tanto o branco quanto o transparente, é que a luz emitida pelo flash se espalha quando passa pela superfície do domo direcionando mais luz para o cartão e consequentemente para o objeto fotografado.

A imagem abaixo foi tirada no final da tarde, com o cartão rebatedor e o domo transparente com o flash posicionado para cima, com compensação de flash em -1 para realçar o tom da pele e textura. Isto resultou em uma bonita imagem que parece naturalmente iluminado.

O meio domo é opaco, tirando a direção da luz do objeto. Apontando a abertura do meio domo para o cartão rebatedor, forçará a luz àquela direção, redirecionando a luz, indiretamente, para o assunto. Recomendo usar o meio domo em locações externas ou quando estiver em um local sem um lugar para rebater a luz.
Outro uso criativo do meio domo é apontar a abertura para o assunto fotografado e usá-lo como um filtro gradual. Desta maneira você permitirá que a luz seja direcionada ao assunto e bloqueará a luz da área restante, criando uma vinheta onde a parte opaca do meio domo estiver apontado. Por exemplo, com a abertura do meio domo virado para cima e a parte opaca para baixo, resultando em uma vinheta na parte inferior da imagem.
Quando usamos o snoot, é importante entendermos o padrão de luz gerado que atinge o assunto. A forma da luz que sai do snoot assemelha-se mais a uma elipse do que um círculo. A orientação da cabeça do flash vai ditar a forma.


As diferenças ente as colméias Preta e Branca são que a branca é mais suave, enquanto a preta deixa a transição de luz mais dura nas extremidades. A branca também perde um ponto de luz comparada com a preta.