terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Dez dicas de fotografia básicas para iniciantes

Sem dúvidas, a imagem digital democratizou o meio fotográfico. O número de fotos disparadas por pessoas é cada vez maior, e as coisas não param por aí: estas mesmas pessoas estão compartilhando estes arquivos com amigos e familiares na internet.
É fácil botar a culpa na câmera quando as imagens não saem tão legais quanto as que vemos na rede. Porém, ao seguir algumas orientações você pode melhorar a qualidade de suas fotos - sem ter que investir muito dinheiro num equipamento novo.
Já está com a câmera na mão? Então leia as dez dicas que preparamos. Certamente você notará a diferença na próxima vez que sair por aí capturando o mundo ao seu redor.
Se você tem alguma dica que o ajudou a tirar fotos melhores, por favor, divida seu conhecimento conosco na seção de comentários.

1. Estrutura Básica A estrutura ? posição dos diferentes elementos no enquadramento - é o coração da fotografia. A regra de ouro mais fácil de aprender e lembrar é a Regra dos Terços.
Em suma, basta dividir o quadro em nove quadrados de tamanho mais ou menos similar. Tente dispor o objeto da foto neste plano de acordo com suas linhas e intersecções, então imagine a figura principal dividida nestes nove quadrados. Isto lhe dará uma perspectiva mais interessante do que se o objeto estivesse localizado bem no meio do enquadramento.
Muitas câmeras novas projetam uma ?grade? segundo a Regra dos Terços que você pode ativar enquanto está fotografando.
2. Ajuste a compensação de exposição Contanto que você não esteja no modo completamente manual, sua câmera digital toma decisões que determinam a exposição de uma imagem ?  e vão ditar quão clara ou escura será a imagem.
No geral, as máquinas digitais definem uma exposição apropriada com base na claridade correta de um cartão cinza de 18%. Na verdade, é por causa dele que há modos de cena especiais para a neve ? sem ele, a câmera deixaria o branco do gelo num tom acinzentado.
A imagem está muito clara ou escura? Explore os inúmeros modos disponíveis nas câmeras modernas, ou simplesmente tente compensar um pouco de exposição. Diversas delas possuem um botão físico para isso, identificado pelo símbolo /-. Caso sua imagem esteja escura demais, mova-o para cima de zero; se estiver muito clara, para baixo.
3. Escolha o modo correto
Sua câmera deverá apresentar os níveis dos modos fotográficos que oferece. Você pode definir desde uma operação totalmente automatizada, até configurações de cena bem específicas.
Quando estiver fotografando uma ação rápida, você pode escolher a opção Prioridade de Obturador (?S?) e assim aumentar a velocidade de captação de imagem ? deixá-lo em 1/125 segundo ou mais ajudará a congelar o movimento.
Em baixa iluminação, você pode usar a Prioridade de Abertura (?A?) para garantir que o máximo de luz possível passe pelas lentes. Mas ao fotografar paisagens num tripé, você pode fechar a íris das lentes para ampliar a profundidade do cenário, mantendo tudo em foco preciso a partir do primeiro plano até o horizonte.
Se você utiliza uma máquina digital de reflexo por lente, é mais provável que você use os modos A ou S, enquanto as câmeras compactas geralmente exigem configurações mais específicas para atender a atividades específicas, como esportes, ambientes escuros e paisagens.
4. Cuidado com o equilíbrio de branco A câmera irá equilibrar o nível de branco automaticamente a partir do tipo de iluminação do ambiente no qual você está fotografando. Diferentes níveis de luz geram cores distintas ? a luz do sol parece bem azul, do tungstênio, amarela e a fluorescente, um pouco esverdeada.
Em muitos casos, a câmera irá detectar espontaneamente em que tipo de iluminação você se encontra, e assim ajustará a cor das fotos para que pareçam naturais. Caso a luminosidade do ambiente esteja misturada, e a câmera fique confusa ao captar as diversas luzes, ajuste o equilíbrio de branco manualmente.
Boa parte das compactas exige a exploração das opções para configurar isso. Mas muitas máquinas digitais de reflexo por lente (ou D-SLR, sigla para Digital Single-lens Reflex)  possuem um botão dedicado ao Equilíbrio de Branco, que geralmente apresenta a sigla ?WB?.
Posteriormente você pode corrigir a cor no iPhoto ou no Picasa. Mas, certamente, você terá fotos mais vistosas quando obtiver equilíbrio de branco adequado no momento da captação.
5. Pense na iluminação Preste atenção na origem e quantidade de luz disponível ao tirar fotos. Quando se fotografa em ambientes externos é importante tomar cuidado para não captar uma pessoa que tenha o sol às suas costas.
Se você está fotografando um monumento ou um ponto de referência ? onde não há flexibilidade para ajustar sua posição - utilize o flash para preencher as sombras. Nesses casos, ative o flash manualmente, já que há uma grande chance da câmera considerá-lo desnecessário num dia claro.
6. Use o flash com sabedoria Quantos já não se frustraram ao usar o flash numa captação muito próxima ao objeto? Se seus amigos e familiares parecem o Gasparzinho nas imagens, com certeza você os fotografou perto demais. Ao ativar o flash, recue um pouco e utilize o zoom para conseguir o enquadramento apropriado.
Caso a fotografia ainda saia muito clara ? ou escura ? verifique se há a opção de compensação de iluminação. Muitas câmeras permitem que você ajuste a intensidade do flash, o que pode ajudar no equilíbrio geral. Acrescentar apenas um pouquinho de luz possibilita preencher as sombras, resultando numa foto mais natural.
7. Adicione um difusor de flash Quando não há como controlar o flash, vale acrescentar um difusor para ajudar a espalhar a luz. Flashes menores não conseguem espalhá-la por uma grande área de superfície, e as pessoas ficam com uma aparência de ?estado de choque?.
Usuários de compactas podem passar uma fita encerada sobre o flash para suavizar a vazão de luz. Já quem utiliza câmeras D-SRL devem usar uma latinha de filme 35 mm vazia ? especialmente as da Kodak ? com um corte que a encaixe sobre o flash. O Photojojo possui um tutorial  que lhe indica passo como fazer isso.
Caso você não tenha qualquer latinha de filme sobrando, procure em lojas especializadas em revelação de filmes. Se você achar muito difícil construir seu próprio difusor, cogite a possibilidade de comprar o Gary Fong Puffer (US$ 22), um acessório que ficará um pouco mais profissional em sua câmera.
8. Use um tripé ou um monopé Às vezes, a melhor maneira de conseguir uma ótima foto é aproveitar melhor o tempo. Ao utilizar um tripé você poderá definir melhor o enquadramento, e pode vir a calhar ? juntamente com o timer da própria câmera ? na hora de tirar aquela foto de você e as crianças em frente ao Monte Rushmore.
Uma câmera compacta não exige um tripé caro, embora gastar um pouco mais em marcas como Manfrotto ou Gitzo resultará em menos frustração do que barganhas duvidosas. Aqueles que usam câmeras digitais de reflexo por lente precisam tomar cuidado ao escolher um tripé, já que os pés e o suporte deverão dar uma boa sustentação à câmera.
Caso você precise de um equipamento de fácil montagem e desmontagem, um monopé ? que não passa de um tripé com duas pernas faltando ? ajudará a estabilizar suas imagens. Ideal para fotografar em zoológicos e eventos esportivos, um monopé deve ser sustentado por suas pernas para dar estabilidade à câmera ? mas pelo menos não depende da instalação demorada de um bom tripé.
9. Seja seletivo É fácil tirar uma centena de fotos em poucas horas quando se usa tecnologia digital. Entretanto, não descarregue simplesmente todo seu cartão de memória e jogue tudo no Facebook. Gaste mais um pouco de tempo verificando as fotos para eliminar ângulos redundantes e descartar imagens que estejam fora de foco ou sem estrutura. É melhor postar uma dúzia de boas fotos do que centenas de imagens ?não tão boas?.
10. Não se esqueça do processo de postagem Procure usar um programa como o Picasa ou o iPhoto para organizar suas fotos. Ele lhe ajudará a cortar, corrigir as corres, ajustar a exposição, remover olhos vermelhos e desenvolver outras edições. A edição básica de uma foto pode ajudar a melhorar sua qualidade drasticamente.
Cortar um pouco a foto pode ajudar em termos de enquadramento, e você também pode girar a imagem para alinhar o horizonte. O objetivo é conseguir uma boa foto ao natural, mas não há mal nenhum em retocá-la um pouco.
Se você está procurando uma câmera nova, dê uma olhada nas 10 melhores câmeras digitais que testamos.