segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Situações de pouca luz

Muitos momentos importantes acontecem em situações de pouca luz. Mas a maior parte dos filmes não era sensível o suficiente para registrá-los, criando fotos granuladas. Os sensores das câmeras digitais mais avançados não têm limitações. Amigos perto de uma fogueira, luzes da cidade, a aurora, tudo pode ser reproduzido com detalhes graças à fotografia digital.
No entanto, o ISO digital alto sofre uma perda de qualidade parecida com a que acontece nos filmes de alta sensibilidade, e os fotógrafos que trabalham com pouca luz devem encontrar o melhor valor de ISO para manter a granulação fina e a reprodução de cor. (Felizmente, a saturação de cor aumenta em pouca luz.) Filmes de pouca sensibilidade exigem velocidade do obturador mais lenta e profundidade de campo mais limitada, então um tripé pode ser necessário. Mas situações de luz baixa podem resultar em imagens surpreendentes – as velocidades lentas do obturador talvez registrem manchas tremidas de objetos que se mexem pouco -, assim como criar mudanças de cor inesperadas que não aparecem no visor.
Cole uma pequena lanterna debaixo da sua câmera ou sobre o encaixe do flash para ajudá-lo a focar à noite.

Uma velha cerca assume um caráter místico sob a Lua cheia – uma situação de pouca luz que exige grande abertura e uma velocidade lenta do obturador.

Uma velocidade do obturador lenta, em conjunto com um tripé, é essencial para capturar esta cena iluminada pelo brilho caloroso da fogueira.