quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Se a Fifa vetasse a Copa de 2014 no Brasil, onde ela aconteceria?

Apesar dos contratempos até agora, segundo a Fifa e o Comitê organizador da Copa, não há outra possibilidade: o Mundial será aqui. Os dois órgãos afirmam que nem cogitam outra opção. Ao menos historicamente, a confiança se justifica: houve um único caso de mudança em cima da hora, quando a Colômbia não se preparou a tempo para a Copa de 1986. A apenas três anos do torneio, a bola foi passada para o México, que também quase perdeu o evento depois de sofrer um terremoto em 1985. Ainda assim, não faltam especulações sobre possíveis sedes alternativas. No período mais crítico dos atrasos nas obras dos estádios brasileiros, houve quem previsse um troca-troca com a Rússia: eles fariam a festa em 2014, e nós, em 2018. “Outros países citados foram os EUA, que já receberam o Mundial, em 1994, e cuja economia poderia se beneficiar com o evento, a Inglaterra, que já está pronta para as Olimpíadas deste ano, e a Alemanha, sede de 2006”, diz Jonas Oliveira, da revista PLACAR.