terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Objetivas Canon zoom e fixa

Quais são as melhores lentes zoom ou fixas?
Objetiva Canon zoom e fixa

Confira os aspectos positivos e negativos de 5 lentes EF projetadas para câmeras de quadro cheio
Nestes testes foram trazidas para testes a 24-70mm f/2.8L USM pertencente a linha profissional da Canon,frente as fixas 28mm f/2.8,35mm f/2.8,50mm f/1.4USM e 85mm f/1.8 USM .
Como a 28m é mais conhecida do que a 24mm f/2.8 entre os usuários da marca,alem de estar bem  presentes nas lojas ,foi a escolhida para entrar no comparativo.
Vale aceitar o fato que a 24-70mm ,a 24mm e a 28mm acabaram de ganhar novas versões recentemente,fato que pode refletir em melhorias no desempenho desses modelos.
O comparativo entre uma zoom e quatro fixas pretende ajudar o consumidor na hora de seu investimento.

24 mm,1/400s,f5.6,ISSO 100,WB auto,avenida paulista,em são Paulo,registrada pelas 5 lentes; confira abaixo a nitidez.

Ao optar pela zoom,ganha em praticidade comodidade.
Ao optar pelas fixas,a vantagem vem em portabilidade e discrição .
As fixas também tem um perfil mais adequado a fotógrafos que trabalham bastante com vídeos, por oferecer maior controle sobre o foco e maiores aberturas de diafragma.
Normalmente as objetivas fixas tem melhor desempenho  em nitidez relativa do que as zoom.
A tendência foi verificada nos testes comparativos  das lentes nikkor ,mas não se confirmou no caso da Canon,em que a 24-70mm obteve resultados muito parecidos aos atingidos pelas fixas,o que acaba contando como ponto a menos para estas.
Com relação ao preço, a zoom da linha L e o kit de quatro fixas saem na mesma faixas.
No mercado Brasileiro,a 24-70mm f/2.8 e a 35mm f/2;R$ 1,6 mil a 50mm F/1.4 USM ;e R$ 1,8 mil a 85mm f/1.8 USM .
A Canon também oferece opções de fixas na linha L,porem os preços são bem mais salgados,na mesma faixa da 24-105mm  f/2.8 L, o que exigirá um investimento muito maior pra obter um kit com 4 lentes.
De maneira geral,as objetivas Canon são um pouco mais baratas do que as Nikon ,cuja zoom profissional de 24-105mm f/2.8 tem preço na faixa de 7 mil.

Teste comparativo
O recorte mostra a diferença entre 24mm e 28mm.

O teste de laboratório realizado pela equipe da revista fotografe melhor  reuniu as 5 objetivas usadas em conjunto com uma Canon 5D Mark ll ,câmera com sensor de quadro cheio (full frame) de 21MP (5.616x3.744 pixels.
Foram realizadas 3 sessões de fotos do gráfico SRFplus com todas as objetivas em todas as aberturas  de ponto cheio entre f/2.8 a f/22.
A 24-70mm f/2.8 L USM foi usada nas distancias focais de 24mm,o desempenho geral da objetiva fixa é ligeiramente melhor.
Tanto ela quanto a zoom  partem de  valores de nitidez relativa acima de 2.000 lw/ph no centro em f/2.8 e se mantém a media ate f//11 ,apresentando queda em f/16 e f/22.
O destaque negativo nesse caso ficou por conta das grandes disparidades entre o centro e periférica registradas pela faixa de 35 mm ,principalmente entre f/2.8 e f/5.6.
Uma vez que das vantagens dessa lente é ser luminosa, trata-se de resultados bastante negativo para sua avaliação.
Também na distancia focal de 35 mm,a zoom24-70mm  se manteve sempre um pouco acima da fixa.
Foi com a EF 50mm f/1.4 USM  usada em f/5.6 que a Canon 5D atingiu os maiores índices de nitidez relativa em todo o teste.
Nessa abertura,o conjunto de câmera e objetiva bateu um pico de 2.789 lw/ph,cerca de 74% do Maximo teórico ,valor bem satisfatório.
A queda nas aberturas subsequente é cadenciais e suave,chegando a um mínimo de 1.517 lw/phem f/22 em 50mm,a 24-70mm obteve índices muito próximos aos da faixa,estando um pouco atrás entre f/2.8 e f/5.56 e tomando a dianteira a partir de f/8.
Essa lógica se inverte na posição 70mm, ao ser comparada á fixa de 85mm.
Com relação á aberração cromática,todos os resultados são bons,sendo que o maior índice foi obtido pela 20mm fixa,com 0,08,limite entre baixo e moderado.
Uma breve comparação com os resultados testes das objetivas Nikon na edição anterior permite esclarecer alguns conceitos importantes ao tratar de nitidez relativa.

Primeiro,as objetivas Nikon apresentaram menor variação tanto entre as diferentes distancias focais como entre as diferentes aberturas de diafragma.
Outra conclusão é que a Nikon D700 ,que tem sensor full frame de 12MP(4.256x2.832 pixels) ,atingiu  níveis de nitidez relativa superiores àqueles  atingidos pela Canon 5D Mark ll,quando é considerado o percentual em relação  ao Maximo teórico.
Pode se concluir que as objetivas Nikon testadas consegue obter mais do sensor da D700 do que as objetivas Canon testadas em relação á 5D Mark ll,o que pode ser observado na altura atingidas pelas  barras e linhas dos gráficos.
Ao comparar os números em si,no entanto ,a 5D Mark ll em conjunto com as objetivas da Canon supera a D700  usando lentes Nikon por uma margem pequena,apresentando ate mesmo valores em pouco abaixo em algumas medições.

Mas é preciso considerar a diferença de resolução dos sensores: uma câmera tem 21MP e a outra,12MP.a comparação indica que o tamanho do fotodiodo (componente eletrônico que capta a luz nos sensores) tem influência decisiva na capacidade de nitidez relativa alcançada.uma vez que os sensores das duas câmeras tem o mesmo tamanho,a Canon 5D Mark ll,que tem maior resolução,apresenta fotodiodos menores,com tamanho de 6,38 ᵘm . já os fotodiodos da D700 medem 8,4ᵘm.
Essa é uma das razões que fizeram com que a corrida por resoluções cada vez mais altas sofresse uma freada.a Nikon no entanto surpreendeu ao apresentar a D800,com sensor de 36,3 MP (e fotodiodos com 4,88 ᵘm),resolução três vezes superior. á da antecessora D700.
Canon EF 28MM F/2.8

Grande angular bem leve, com apenas 185g, e versátil, pois a distancia focal de 28 mm não provoca distorção ótica na foto Isso a torna útil ,por exemplo ,para viagens e fotos de paisagens .segundo a Canon ,a objetiva leva cinco elementos em cinco  grupos,sendo que uma das lentes é asférica ,formato  que minimiza  aberrações ópticas  na imagem projetada e aprimora na nitidez .Oferece distância  mínima de focalização de 30 cm no teste de nitidez relativa aferida  pelo imatest ,a objetiva mostrou um comportamento semelhante ao da grande angular da 24-70 mm,mas registrou  índices de nitidez relativa menores que os da zoom.a abertura de diafragma mais nítida  É F/16,que permitiu 1.934 lw/ph  no centro e 1.139lw/ph na periferia  da lente(consideradas a partir de um sensor com 21mp) .das quatro lentes fixas utilizadas  na avaliação ,a 28mm foi que registrou os piores resultados de nitidez ,com valores  sempre abaixo de 2.000 linhas .alem disso ,foi a única que não teve desempenho melhor que a zoom  em pelo menos alguma  abertura .o desempenho  a quem do esperado  segue na aberração cromática  lateral ,que teve índice de 0,80,considerado o limiar entre pouca aberração e moderada . um dos destaques da objetiva é a distancia mínima de  focalização ,de apenas 25cm construída com sete elementos ópticos em cinco grupos ,a 35 mm f/2 pesa 210 g e oferece boa nitidez relativa de imagem em todas as aberturas  de ponto cheio ,pelo menos no centro da lente . os índices aferidos pelo imatest  mostram uma curva que se reduz á medida que o diafragma é  fechado mas a queda é bem suave .em f/2.8 uma das posições  mais nítidas, o centro da objetiva fixa registrou 2.248 lw/ph, desempenho  melhor que a zoom na mesma distancia  focal.o problema aparece nas regiões mais periféricas desta lente fixa,que oferecem nitidez bem menor que a medida no centro .repare que ,em f/2.8,por exemplo  a periferia da lente registrou apenas 578 linhas , o menor índice  da objetiva 35mm e também bem menor que a periferia da zoom na mesma abertura . Essa  mudança abrupta nas áreas da lente ocorreu também em f/4 posição que permitiu a  definição de 2.273 lw/ph no centro e 856 lw/ph na periferia da lente .a fixa 35mm f/2 registrou ainda pouca aberração cromática lateral .

Uma das cinquentinhas mais populares da Canon é o modelo que  tem o preço intermediário  entre os disponíveis para o padrão EF.a fama também pode ser explicada pela versatilidade e qualidade  de imagem que ela proporciona .com abertura  máxima de diafragma em f/1.4,a objetiva permite  profundidade de campo reduzidíssima  quando o assunto  é fotografado na menor distancia de focalização :45 cm .o motor USM, para foco automático ,colabora para um ajuste rápido e preciso. Teste de nitidez relativa  a 50mm f/1.4 USM se destacou  nas aberturas  f/4 e f/5.6 , as quais  permitiram  os melhores  índices no centro  da tente , mesmo se comparados aos valores medidos  nas outras  objetivas fixa .em f/4 ,a 50mm registrou  2.756 lw/ph e em f/5.6 medida no centro  e na região periférica da lente também foi aceitável . Por isso esta objetiva torna-se uma companheira ideal para quem já possui uma  zoom 24-70 mm e quer utilizar a lente normal com aberturas mais claras como f/1.4 e contando com boa qualidade  de imagem.A50mm f/1.4 ainda oferece aberração cromática lateral  mínima ,com índice de 0,03.

 Boa opção de objetiva para fazer retratos ,pois a distancia focal de 85mm  permite certa distancia entre fotografo e modelo mesmo quando o rosto da  pessoa  preenche o quadro .Alem disso a boa oferta de aberturas disponíveis garante versatilidade na composição da imagem e ,nas fotos registradas  com pequena profundidade  de campo as oito laminas que compõem o diafragma permitem belo desenho dos pontos luminosos  em áreas desfocadas. No teste de nitidez relativa  a 85mm mostrou bons resultados se comparados aos da zoom 24-70mm  na posição  análoga  70mm.A abertura de diafragma mais nítida foi f/8 que registrou 2.247 lw/ph no centro  e 2.057 lw/ph na periferia da lente. A relação entre a nitidez  aferida  nas diferentes áreas da lente mostrou  uma boa proporção  em todas as aberturas (confira no gráfico ).Em relação á zoom a lente fixa se destacou com melhor nitidez em diafragma mais fechados a partir de f/8 tanto no centro quanto na região periférica da lente . A 85 mm foi que registrou fotos  com menos aberração  cromática  lateral ,com índice  de apenas 0,01, menor ainda que a posição análoga na zoom 24-70mm.