quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Montar um estúdio em casa

Crie um estúdio em sua própria residência e use itens domésticos para tirar fotos perfeitas
Fotos de estúdio com iluminação profissional podem ficar impressionantes, especialmente os retratos. A habilidade de controlar a luz que incide sobre o modelo permite que fotógrafos produzam exatamente o que querem. No entanto, fotografias feitas em estúdio então fora do alcance da maioria, pois os equipamentos são de alto custo.
Com isso em mente, decidimos comprar uma instalação profissional com um kit de estúdio feito por nós mesmos para mostrar como você pode obter efeitos parecidos com aqueles que os profissionais conseguem no estúdio. Mostraremos como você pode montar seu próprio kit, como fazer bom uso dele e como usar o que está disponível em casa.

Então pegue quaisquer sobras de papel de parede, luminárias e ventiladores elétricos que tiver em casa e comece a criar fotos com aparência profissional por uma fração do preço.
Uma instalação profissional pode exigir muitas peças. Então, precisará de um espaço amplo
Se você possui um site ou vende fotos, é muito importante apresentar para o seu público fotos limpas, sem fundos poluídos, e com uma boa iluminação, chamando sempre a atenção para o produto e não para o fundo! A aparência é muito importante. Por isso é tão legal você aprender a fazer um fundo limpo e, claro, sem ter que gastar dinheiro para isso!O ideal é que também trate as imagens e corte as bordas antes de publicar. Mas se você não souber fazer isso, pelo menos monte um pequeno estúdio em casa mesmo, sem gastar praticamente nada!Este estúdio não impede a sombra, mas deixa o fundo limpo e infinito!Você vai precisar de: cartolina branca, fita dupla face, tesoura (para recortar a fita) e luminária com luz branca (infelizmente estou sem luz branca em casa, mas como queria muito fazer o post, usei uma luminária com luz amarela mesmo, o que alterou um pouco o resultado, mesmo assim é melhor do que o fundo natural)

Corte três pedaços de fita dupla face e cole em uma das pontas da cartolina
Cole mais três pedaços de fita dupla face na outra extremidade da cartolina, e cole na escrivaninha ou no chão, deixando a cartolina em curva, sem dobrar
Escolha um compartimento com paredes brancas ou cores claras. Você também pode pendurar lençóis brancos nas paredes escuras para refletir a luz. No entanto, se as paredes estiverem a mais de 2,5 metros de distância do modelo, você deverá mudar a tática. Tente colocar um varal de cada lado do modelo com lençóis brancos pendurados. Use cores diferentes de lençóis como pano de fundo, ou pinte o seu próprio.
Ligue as luzes. Fotografia é uma questão de luz, e você pode comprar luzes de trabalho em tripés na sua loja local. A iluminação direta pode fazer aparecer traços faciais desagradáveis, então posicione suas luzes nos lençóis brancos, permitindo que a iluminação reflita no modelo de uma forma suave.
Posicione suas luzes em uma superfície plana. Experimente vários ângulos, mas para um visual tradicional, coloque a câmera diretamente na frente do modelo, com sua luz principal de um lado e a poucos metros, refletindo em um ângulo de 45 graus do lençol no modelo. Adicione luzes de preenchimento nas laterais para suavizar as características.
Use uma luz de fundo para remover sombras. No chão atrás do banco do seu modelo, coloque uma luz de trabalho apontando para cima em direção ao fundo. Isto irá apagar qualquer sombra que o modelo possa fazer. Certifique-se de usar uma lâmpada suave para evitar a criação de uma raia de luz sobre o pano de fundo.
Adicione uma luz de cabelo. Acima da cabeça do modelo, apoie uma luz em um cabo, ou em um tripé alto que brilhe diretamente para baixo, no cabelo do modelo. Luzes de cabelo, amplamente utilizadas por fotógrafos profissionais, criam um look agradável. Use uma lâmpada que ilumine o topo do cabelo, sem criar sombras faciais descendentes.
Experimente sua iluminação em várias cartolinas coloridas e através de tecidos transparentes. Mova as luzes e a câmera durante a sessão para conseguir diferentes efeitos.
Use um refletor para conferir luz às fotos
Aprenda a fazer o seu em casa

O refletor é, em geral, um acessorio esquecido, mas é uma ferramenta simples que pode mudar completamente a aparência de suas fotos. LÂMPADA: É a nossa fonte de luz. Deve ser potente o suficiente para se ter uma projeção adequada, e deve ter uma temperatura de cor que não modifique as cores de imagem que projetar. Mesmo assim ela tem que ser barata e com uma grande vida útil. Todas essas características estão reunidas nas lâmpadas de Vapores Metálicos (Principalmente as HQI e HCI). Com potências de 150w à 400w obtemos muitos bons resultados. Essas lâmpadas têm uma vida útil de 12000 horas e temperatura de cor de 4500 - 5000 k. Não servem para este projeto, lâmpadas halógenas , por causa de sua pequena vida útil e temperatura inadequada. Será necessário para o funcionamento da lâmpada, o soquete, o reator, o ignitor e o capacitor. Todos esses componentes formam o Kit de iluminação.
A Lâmpada envia a luz para todos os lados. Para uma melhor projeção nos interessa recolher o máximo de luz possível e enviá-la para a tela de LCD e é para isso que necessitamos de um refletor, para direcionar a luz para onde deve ir. Os refletores esféricos são os que dão melhores resultados. Temos o refletor ótico de 64 m. Também podemos utilizar outros de maior diâmetro combinando com este. Por exemplo um refletor esférico de 12 cm é uma boa opção.
Para uma boa qualidade de imagem projetada, a luz que atravessa o LCD deve ser a mais homogênea possível. Ela deve passar na mesma quantidade e de forma perpendicular por toda a área da tela. Obtemos isso com as Lentes Fresnel. Essa lente tem um lado liso e o outro lado formado por círculos concêntricos. A Parte lisa recolhe a luz e a envia perpendicular a ela mesma, enquanto isso, a parte rugosa recolhe e envia a luz em um ângulo que varia com a distãncia focal da lente.
A função das lentes fresnel no nosso projetor, ao colocá-las uma na frente e outra atrás da Tela de LCD, é fazer com que o cone de luz que vem da lâmpada, atravesse a primeira Fresnel (F1) colocando-a em ângulo reto atravessando o LCD até a Segunda Fresnel (F2) que irá enviar a luz em um ângulo fechado para a Objetiva (Triplet).
Tenha uma coleção de  fundos para seu estúdio
Papéis de poarede e texturas interessantes darão varias opções para ser criativo

Uma coleção de fundos fotograficos pode ser obtida quase em qualquer lugar e pode incluir qualquer coisa, desde cortes de tecido até papéis de parede, ou até  mesmo lençóis grandes. Se eu desperdicei algum dinheiro em fotografia, foi em fundo fotográficos. Fiz uma estrutura com canos de PVC e as medidas estão aí. Tenho que aconselhar você a não repetir tamanha obra-prima da engenharia contemporânea.  Os canos não são firmes e dobram fácil, pela foto é possível ver que o fundo tombou para trás e está apoiado na parede. Não é prático para removê-lo nem para desmontá-lo. Ele era bem maior, dica de fotógrafos gringos, e tive que diminuí-lo para poder aguentar essa lona que uso atualmente. Como tecido, usei TNT, barato e com a peculiaridade de amassar e não poder ser passado a ferro. Depois disso tentei gorgurão, mas desisti depois de ficar horas tratando o fundo amassado no photoshop. Encontrei essa lona no bairro do Brás na loja Magma ela é mais “estável” depois de passada e tem uma cor bonita.

Fundo infinito
Se você optar por ter um fundo natural prepare-se para desembolsar uma boa grana. Se você for comprá-los nos EUA o preço é bem em conta: cerca de $300,00 USD, mas se você quiser comprar no Brasil…a história é outra e eu lhe garanto que o final não será feliz. Há uma opção nacional comos os da Mako que custam em torno de R$700,00, mas se você é fotógrafo iniciante, me desculpe julgá-lo, deve ser pobre como eu e R$700,00 ainda está fora do orçamento. As vendem um modelo chinês que custa cerca de R$250,00.
Depois ter comprado a estrutura é necessário comprar o papel que servirá como fundo. O rolo de 2,72 x 11m custa em torno de R$250,00. A principal vantagem de você ter esse jogo é que você pode levá-lo e montá-lo em qualquer lugar, isso se você tiver um carro que comporte um rolo de papel de 2,72m. Fato! Claro que essa estrutura de metal pode ser usada em conjunto com um tecido.
Tirando os gastos anteriores, esse fundo custaria hoje uns R$100,00(R$60,00 de canos de PVC R$40,00 da lona). Minha dica é: se optar por um fundo de estrutura, compre o com os dois tripés e a barra de metal. Se eu pudesse voltar atrás, essa seria minha escolha! Com um galão de tinta(18l) é possível pintar uma parede para usá-la como fundo fotográfico. É só ir em qualquer loja de tintas e escolher a cor. Um galão da Suvinil acessórios para pintura  sai por volta de R$60,00. Claro que você não tem a mobilidade do fundo em estrutura de metal, mas mesmo assim, ainda prefiro a qualidade e praticidade do fundo pintado. Gosto pessoal, só isso. Segue o mesmo princípio da parede pintada, a diferença está no preço da madeira e da estrutura para ela se manter em 90°.  Útil em estúdios “não caseiros”. Nesse caso eu considero descartável essa opção. Essa é uma outra opção que eu utilizaria hoje. Custo muito baixo e há o fato de podermos trocar o papel ou o tecido com muita facilidade. Caso opte por gancho, caberá a você desenvolver o seu sistema.  A próxima foto ilustra um acessório da Mako para esse tipo de suporte. Use-o como referência para desenvolver o seu.
Há outras formas de fazer fundos fotográficos e cabe a você desenvolver a forma que lhe agrada mais. Se eu estivesse começando agora, pintaria minha parede de cinza e ponto final.

Seja para trabalhar com natureza morta, seja para vender coisas usadas on-line, fundos fotográficos podem ser muito uteis. Fundos infinitos são ótimos para remover o fundo o fundo por completo, e fundos mais escuros removem distrações, atraindo toda a atenção para o modelo.