segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Fotografar flores silvestres

Pense sobre as características das flores que encontrar e procure um ponto de interesse. Pode ser o formato de um botão (como na foto abaixo) ou explosões de cor brilhando ao longe. Componha a imagem para acentuar isso. Experimente lentes e ângulos diferentes. Abaixe-se para fotografar flores mais altas contra o céu, ou fique de pé, acima das flores, para encontrar um fundo neutro.

Tire vantagem do pôr do sol. A luz suave e dourada fará um campo de flores silvestres brilhar.
O vento pode acabar com sua foto. Se ele fizer as flores se mexerem, seja paciente e espere parar.
Procure conjuntos de flores para dar um toque dramático. No inverno, mesmo botões secos no chão gelado criam uma textura interessante.
Olhe por onde anda. Algumas plantas podem ser espécies ameaçadas. Nunca arranque flores silvestres e cuidado por onde pisa.
Candy Caldwell/Sua Foto National Geografic Islândia

Detalhes
Às vezes, um detalhe diz tanto ou mais sobre um lugar quanto uma foto aberta. Pode ser qualquer coisa: o jeito como a água erodiu uma pedra, uma pegada na neve, o padrão do tronco de uma árvore. Para despertar mais atenção, procure modos de quebrar as texturas e os padrões com formas ou cores irregulares – uma abóbora verde sobre uma pilha de abóboras laranja, por exemplo.
Procure padrões abstratos nas paisagens. Quando encontrá-los, escolha a luz e o ponto de vista com cuidado. Luzes baixas mostram a textura. Use um ângulo de cima para baixa para elevar ou eliminar o horizonte.
Interfira no fundo para acentuar os padrões de interesse. Remova um galho que distrai ou arrume um tronco ou algumas folhas grandes. Fotografe o carvalho sobre as plantas. Alguns usam um borrifador, mas isso não vale!
Tente ângulos diferentes – de cima, de baixo, de lado – para encontrar a composição mais interessante.
Detalhes não precisam de closes extremos. Uma foto de galhos com neve e parte de um tronco pode revelar a personalidade de uma floresta no frio.
Se a textura ou a cor forem importantes, ilumine o objeto – luz baixa e quente para os contornos de texturas e difusa para destacar a saturação da cor. Isole texturas, padrões e elementos repetidos.