terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Dicas para você conseguir boas fotos

Fotos de paisagens não precisam ser apenas diurnas ou do pôr do sol. Uma exposição longa durante uma clara noite de luar pode resultar em cenas fantásticas sob um céu estrelado. Use um tempo de 1/60 para não capturar as trilhas das estrelas. Aumente o ISO de acordo.
Alcance dinâmico
Maximize os detalhes de sua captura fazendo três fotos separadas da mesma cena com tripé. Primeiro, exponha corretamente a paisagem; depois ajuste os valores de EV para 2 e -2. Combine as três imagens no Photoshop para criar uma mesclagem de exposição (HDR).
Enquadre bem
Procure maneiras únicas de enquadrar a cena para ter uma perspectiva diferente de sua paisagem e criar uma composição mais dinâmica.
Tente, por exemplo, usar janelas ou arcos como molduras.
Céus dramáticos
Tome coragem para fotografar sob tempo ruim. Um céu escuro e nebuloso cria dramaticidade em uma cena sem graça.
As nuvens ajudam a balancear a exposição e evitar céus estourados e lavados.
Equilibre a exposição
Os filtros graduados ND são perfeitos para equilibrar a exposição para a terra. 
Equipamento robusto
Um tripé é essencial para fotografar paisagens. Ele permite fazer longas exposições sem tremores ou oscilações.
Escolha um que seja pesado bastante para resistir à força do vento.
Achando o ponto focal
Ao fotografar uma paisagem, focalize a câmera a um terço da distancia na cena. Assim aumentamos a profundidade de campo, estendendo-a desde um ponto próximo até o horizonte. Porém, se seu ponto focal for no primeiro plano, não deixe de apontar a câmera para ele.
Nova perspectiva
Mexa se! Abaixe-se para capturar mais detalhes no primeiro plano, o que ajuda a guiar o espectador pela imagem. Por outro lado, um ponto de vista mais alto oferece resultados abstratos e resistentes.
Evite tremores

Para eliminar a possibilidade de tremores, use um cabo ou disparador remoto. Se não tiver nenhum desses itens, não há problema: use o temporizador da câmera.
Estenda a profundidade de campo
Tempos de obturador mais longos são ótimos para paisagens, mas eles exigem aberturas menores. Um número ‘’f’’ grande não apenas evita a superexposição como também garante que as suas fotos fiquem mais nítidas, ao maximizar a profundidade de campo.

Ponha em prática

1 Configurações
Um filtro ND é ideal para as paisagens marinhas, pois transforma a água em uma bruma. Escolha uma boa graduação e prenda-o na objetiva de sua câmera. Depois ajuste a abertura e use um tempo de obturador mais lento que o normal.

2 Arranjo
Como seu obturador estará lento, monte a câmera em um tripé resistente. Um disparador remoto também será útil neste caso, pois evita que você capture tremores da câmera ao pressionar o disparador.
3 Resultados
O filtro ND evita que a luz inunde a exposição. Assim você pode usar um tempo maior de obturador, transformando o movimento da água em bruma.