quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Como fotografar a terceira idade

Incentive-os a contar histórias. Pessoas idosas adoram falar sobre o passado, o que traz muitas emoções à tona e gera ótimos retratos.

Converse e fotografe nas entrelinhas. Use um tom de voz mais alto e entre uma conversa e outra peça comandos: solicite, por exemplo, que limpem os óculos ou ajeitem um brinco enquanto você faz os cliques.
O toque físico é importante. Muitas vezes, pessoas idosas tem carência: abrace faça uma massagem nos ombros – tensão e nervosismo para tirar uma foto não tem idade.

Espere o tempo do idoso. Faça de tudo para otimizar o Ensaio e gastar o mínimo de tempo possível. Para isso a palavra chave é planejamento. Planeje o Ensaio para que ele não dure muito tempo.
Certifique-se de que o idoso esteja confortável. Acredite: até um sapato apertado no pé do seu retrato pode comprometer suas fotos.
Se possível, use musica enquanto fotografa. Ela povoa os pensamentos e é um grande condutor de emoção do seu retrato. Procure fazer uma seleção musical baseada nas preferências do idoso.
Crie movimento, peça para o seu modelo dar dois passos para trás e dois passos para frente. Além de dar dinamismo para a cena, o truque cria uma postura corporal.

Use poses seguras. Colocar o idoso sentado ou usar os braços (como um balcão, a soleira de uma janela ou o encosto de uma cadeira) proporcionará equilíbrio e segurança ao seu modelo.

Conduza o idoso pelo braço, isso é importante em qualquer situação de direção, mas com eles notei ser mais importante ainda. De novo: o que me parece simples (“vá até aquela árvore e venha andando na minha direção”) não era facilmente entendido por eles. Então eu ia lá e mostrava exatamente o que queria.

Dias nublados ou fotos na sombra são as melhores situações de iluminação para criar uma pele lisa. Um truque é rebater a luz difusa com uma placa de isopor voltada para o rosto do idoso. O grande segredo da fotografia de retrato é o brilho nos olhos.